fdf


Home

Mapa Político

Antes do Desembarque

A Batalha da Normandia

Os "números"

Fontes


     

  A Batalha da Normandia

A Batalha da Normandia, com o nome código de "Operação Overlord", ocorreu no dia 6 de Junho 1944, também conhecido por Dia-D. Esta batalha representa o início da invasão Aliada na Europa Ocidental , ocupada pela Alemanha Nazi, na Segunda Guerra Mundial.
 A invasão da Normandia começou com a chegada de pára-quedistas na noite anterior, maciços bombardeios aéreos e navais, e um assalto anfíbio bem cedo de manhã. Sessenta anos mais tarde continua sendo a maior invasão marítima da história, com quase três milhões de soldados a terem cruzado o canal inglês. Os exércitos envolvidos nesta grande operação militar tinha objectivos distintos que consistiam na tomada de posse das praias, com o codinome, Omaha e Utah, para os Americanos; Juno, Gold e Sword para os anglo-canadenses.
A Alemanha, por iniciativa de Rommel, esperando o desembarque aliado, procurou defender-se através da chamada muralha do Atlântico. Rommel, com toda sua experiência militar prevera que o desembarque aliado ocorreria nas praias do noroeste francês e conseguiu, assim, tornar a batalha da Normandia verdadeiro inferno para os Aliados, causando pesadas baixas.
No entanto, através desta operação os aliados asseguraram uma sólida cabeça-de-praia no litoral francês, derrotando as forças militares alemãs que se espalhavam, protegidas por fortalezas costeiras e terrestres, ao longo da Bretanha. De facto, o Desembarque foi crucial para os Aliados, pois levou à mobilização de tropas alemãs para esta nova frente de batalha, enfraquecendo e defesa Alemã contra a União Soviética. 



As praias onde decorreram os desembarques:
Mapa do desembarque
Carregue na imagem para ver em ponto grande

  • Sword:
Na praia Sword, a infantaria regular britânica procedeu à ocupação da praia, com poucas baixas. Conseguiram avançar 8km ao fim do dia, mas não cumpriram alguns ambiciosos objectivos propostos por Montgomery (General Inglês encarregue da Operação Overlord). Em particular Caen, uma vila francesa de grande importânica estratégica, que ao fim do dia ainda se encontrava na posse dos Alemães.

  • Juno:

As forças Canadianas que desembarcaram na praia Juno encontraram uma forte resistência Alemã, com fortificaçoes contendo varios pontos de artilharia pesada, de artilharia média e metralhadoras. Além disso a barreira marítima desta praia era duas vezes maior que a de Omaha.

Apesar da boa composição defensiva alemã, dentro de poucas horas os Canadianos capturaram a praia e começaram o seu avanço para o interior. Aliás , o 6º Regimento Armado Canadiano foi a única divisão aliada a completar o seu objectivo para o dia 6 de Junho, ao atravessar a estrada de Caen a Bayeux mais de 15km para o interior.

Ao fim do dia 15,000 homens tinham desembarcado com sucesso e a 3ª Divisão Canadiana tinha avançado mais que qualquer outra força aliada, apesar da forte resistência Alemã na praia.

  • Gold:

Nesta praia as baixas também foram bastante pesadas, em parte devido ao atraso dos tanques anfíbios Sherman DD e também devido às fortes fortificações Alemãs na praia. No entanto, a 50ª Divisão superou as suas dificuldades e avançou quase até aos arredores de Bayeux, ao final do dia.
Com excepção d
os Canadianos da praia Juno, nenhuma divisão se aproximou tanto dos seus objectivos, como a 50ª.

  • Omaha:

A praia de Omaha teve o desembarque mais sangrento do Dia-D. Elementos da 1ª e 29ª Divisão de Infantaria dos EU enfrentaram a 352ª Divisão Alemã, uma das mais bem treinadas em combate de praia. A Inteligência Aliada previra que a menos bem treinada divisão iria estar a comandar a praia, levando as tropas Aliadas a esperar um combate fácil, o que não aconteceu - a batalha foi infernal e os americanos tiveram  muitas dificuldade em capturar a praia. Omaha era a praia mais fortificada e os bombardeamentos antes do desembarque provaram-se inúteis contra as fortificações. Para acrescentar a todas estas dificuldades os tanques anfíbios do sector Este nunca chegaram à praia e no sector Oeste tiveram pesadas baixas.
A batalha tornou-se numa luta pela
sobrevivência e salvação. Houve 3000 baixas, a maior parte nas primeiras horas. Os comandantes consideraram o abandono da operação, mas pequenas divisões eventualmente tomaram a praia e, pressionaram para o interior.

  • Utah:

As baixas na praia Utah (a praia mais a Oeste) foram as menos pesadas de todas as praias, com apenas 197 mortos de 23,000 que desembarcaram. Houve uma fraca oposição alemã, sendo que astropas aliadas foram progredindo facilmente no terreno. Esta operação foi quase cumprida na sua totalidade.

Voltar para cima









David Alves                                                                Nº de Visitas:                  
dedicated web hosting
TIC 10ºD